Caminho Brasileiro Santiago de Compostela

Caminho Brasileiro fica em Florianópolis

caminho brasileiro santiago compostela florianópolis

Praia de Canasvieiras, Florianópolis - www.blogdecorrida.com.br
Foto: Carlo Manfroi

O Brasil recebeu o primeiro (e único até agora) Caminho de Santiago de Compostela fora da Europa e eu tive o enorme prazer e alegria de participar desse lançamento. A inauguração do Caminho Brasileiro foi dia 29 de junho de 2017. Participaram da primeira caminhada, que tem cerca de 21 km, por volta de 500 peregrinos.

caminho brasileiro santiago compostela carlo manfroi

Início do Caminho, igreja Nossa Senhora de Guadalupe, Canasvieiras

Trajeto do Caminho Brasileiro de Santiago de Compostela

caminho brasileiro credencial do peregrino

Credencial original - www.blogdecorrida.com.br Foto: Carlo Manfroi

O caminho brasileiro fica em Florianópolis, capital de Santa Catarina. Ele é válido para a contabilização de quilômetros no caminho da Europa, no trecho que vai de La Coruña, na Espanha, até Compostela. Para receber o certificado de conclusão, os peregrinos precisam completar 100 km a pé ou a cavalo, ou 200 km de bicicleta. Os 23 km de Florianópolis já somam a essa conta, desde que o caminheiro tenha carimbado sua credencial por aqui.

placa marco inaugural do caminho brasileiro

Lançamento do marco fundamental do Caminho Brasileiro de Santiago de
Compostela - www.blogdecorrida.com.br Foto: Carlo Manfroi

O trajeto brasileiro inicia na Igreja Nossa Senhora de Guadalupe (Rua Madre Maria Vilac, 1700) na praia de Canasvieiras. Passa pela praia da Cachoeira do Bom Jesus e tem a segunda parada para carimbar o passaporte na praia de Ponta das Canas, na Igreja de São Pedro. De lá seguimos para a praia da Lagoinha (do Norte) e pegamos a trilha para atravessar o morro em direção à Praia Brava. Essa subida é pesada e bastante íngreme, não recomendada para sedentários. O pessoal que pratica corrida regularmente não terá dificuldade.

caminho brasileiro florianópolis praia brava carlo manfroi

A amiga Helena Machado (de óculos, primeiro plano)
www.blogdecorrida.com.br Foto: Carlo Manfroi

Caminho por trilhas e morros

No costão direito da Praia Brava, pegamos uma nova trilha e seguimos a caminho da Praia dos Ingleses. É uma trilha bastante fechada e apresentou pontos encharcados, mesmo com  o tempo em boas condições. É importante ter bastante cuidado, pois em vários trechos o solo está escorregadio. Um peregrino que vinha atrás de mim caiu três vezes nesse trajeto, mas ele usava bota com sola lisa. Não era comum as pessoas caírem tanto.

caminho brasileiro trilhas morros lagoinha

Trilha do Morro do Rapa - www.blogdecorrida.com.br Foto: Carlo Manfroi

Pelo caminho da Brava aos Ingleses

Saindo da Brava e chegando à Praia dos Ingleses nos deparamos com uma longa faixa de areias brancas, águas cristalinas e uma extensa caminhada pela frente. Fui conversando durante todo esse percurso com dois peregrinos, o Zé (de Santos, mas que mora na Ilha) e a Laís de Cascavel. No primeiro trecho havia batido um papo legal com o Antônio, de Minas Gerais, que fez o Caminho de Santiago de Compostela duas vezes, percorrendo o trecho Português e o caminho Francês. Muitos ‘caminheiros’ do caminho brasileiro já haviam feito o Caminho de Santiago de Compostela várias vezes.

caminho brasileiro trilhas morros brava

Vista da Praia Brava - www.blogdecorrida.com.br Foto: Carlo Manfroi

No fim do caminho tinha muitas pedras

No final da Praia dos Ingleses a ressaca do mar destruiu casas e restaurantes da beira. Muitos estavam em reforma. Com a maré alta e as pedras depositadas para aterrar aquele trecho, não havia por onde passar. Pegamos a primeira rua que ligava com a estrada principal e seguimos por ela, paralelo à praia. Caminhamos até a terceira igreja, de Nossa Senhora dos Navegantes, onde recebemos o 3o carimbo. Ali fomos recepcionados com água, café e bolachas, além de cadeiras para sentar. Foi um alívio para as pernas. Porém, resolvemos não esquentar a cadeira para não esfriar o corpo. Após uns 15 minutos de descanso seguimos até a última igreja, o Santuário Sagrado Coração de Jesus.

caminho brasileiro ze lais carlo manfroi florianopolis

Zé, Laís e Carlo no Santuário Sagrado Coração de Jesus
www.blogdecorrida.com.br

Sérgio Zampieri e Carlo Manfroi, amigos de muitas corridas
Veja Corrida no Caminho de Santiago: Corrida Compostela
www.blogdecorrida.com

Paciência, preces e um lindo caminho

Dizem que o caminho é individual, cada um faz o seu, e acredito muito nisso. Por isso resolvi fazer essa jornada sozinho. O bom é que você conhece bastante gente, conversa quando está a fim e desconversa idem. Nesse pequeno trajeto de Floripa já deu para sentir um pouquinho de como deve ser a grande jornada pelo caminho completo de Santiago de Compostela. Durante o percurso vamos criando uma comunidade, as pessoas se ajudam e se preocupam umas com as outras. É normal passarmos por pessoas que param durante a trilha, ofegantes, e nos certificarmos se está tudo bem com elas. Isso cria uma rede, uma teia de interações que ao se sedimentar deixa todos mais fortes.

caminho brasileiro florianópolis brasil

Trilha da Cachoeira do Bom Jesus- www.blogdecorrida.com.br
Foto: Carlo Manfroi

Fim do caminho, início de outros

Fomos recebidos para a missa oficial do lançamento do Caminho Brasileiro de Santiago de Compostela na igreja do Santuário Sagrado Coração de Jesus, na Praia dos Ingleses. A igreja é ampla e muito bonita. Recebi o último carimbo (IV – O CAMINHO) e sentei no banco da igreja para descansar. Absorto com aquele ambiente, contemplava os detalhes da igreja, o lindo altar e a felicidade plena que pairava no ar. Era puro relaxamento e satisfação por haver completado, por estar ali, por precisar apenas respirar e descansar. A cerimônia foi muito bonita e estar presente em um momento como aquele, no lançamento do caminho brasileiro, me deixou muito contente.

caminho brasileiro florianópolis sello O CAMINHO

IV selo do Caminho Brasileiro - www.blogdecorrida.com.br
Foto: Carlo Manfroi

Me lembrei de muitos anos atrás, quando dava aulas de redação publicitária na Unisul Pedra Branca, e a Cidade Universitária Pedra Branca ainda nem existia. Estávamos na Sala dos Professores e conversava com o colega professor e amigo Jaci Rocha. Dizia pra ele que Santa Catarina poderia ter um caminho nos moldes de Santiago de Compostela, pois belezas naturais não faltavam, esse estado é de natureza linda, fantástica e exuberante, com cânions, serra, campos e litoral. E que também tínhamos nossos santuários, entre eles com destaque a Madre Paulina (hoje Santa Paulina). O professor concordou e se entusiasmou com a ideia. E enquanto conversávamos, antes de cada um se dirigir para sua sala de aula, o sol se punha por trás da silhueta da Pedra Branca.

peregrino caminho brasileiro carlo manfroi blog corrida.jpeg

Pensando em novos caminhos

Na igreja do Santuário Sagrado Coração de Jesus, enquanto me despedia do Caminho Brasileiro de Santiago de Compostela, já pensava em meus novos caminhos a percorrer. Além das corridas habituais que faço, passaria a incluir essas longas e revigorantes caminhadas em meus treinos. E aquele sonho de anos atrás, de ter o caminho em Santa Catarina, agora é uma realidade. Quero deixar aqui meus parabéns aos idealizadores desse caminho, os peregrinos Fábio Tucci Farah e Mariana de Assis Viana Mansure e à Associação Catarinense dos Amigos do Caminho de Santiago de Compostela, que foi fundamental para a concretização dessa ideia. Conheça também os novos canais que criamos para a troca de experiências dos peregrinos sobre o caminho brasileiro. Site: Caminho Brasileiro e Grupo: Facebook Grupos

seta flecha sinal marcacao caminho brasileiro florianopolis

Seta que demarca todos os caminhos de Santiago de Compostela
www.blogdecorrida.com.br Foto: Carlo Manfroi

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *