História de vida e superação em “Minha Corrida” – Mara Okiyama

Mara Carla de Oliveira Okiyama tem bons motivos para comemorar cada chegada ao término de uma corrida. Persistente, Mara correu atrás de uma vida saudável e chegou lá. É ela quem nos conta sua história de luta e superação. Participe! Mande você também a sua história para: blogdecorrida@gmail.com

Por Mara Carla de Oliveira Okiyama

Minha história de amor com a corrida começou em 2011 depois de um processo grande de emagrecimento após longos anos de sedentarismo e alimentação incorreta.
Quando meu filho mais velho estava com 3 anos de idade percebi que estava ficando muito cansada pelo simples fato de agachar para brincar com ele. Foi aí que resolvi tomar uma atitude e emagrecer. Comecei o processo e perdi 15 kg, estava feliz, mas com o corpo muito flácido e queria muito fazer uma lipoaspiração. Meu marido não deixou e ainda disse que se eu quisesse perder a barriga de verdade que começasse a correr (ele é militar e me ensinou a correr).
No começo não conseguia correr nem 40 segundos e achava que iria morrer! Mas aos poucos fui evoluindo e no meio do ano já tinha feito minha primeira prova de 5 km! Logo fiz 10 km e a vontade de correr mais só foi crescendo. Consegui emagrecer ao todo 27 kg.
Mas, no começo de 2012 eu engravidei de novo e então voltei a engordar. Foram 20 kg na segunda gestação… Parei de correr e não emagreci nada após a gravidez. Quando o bebê parou de mamar (no meio do ano de 2013) voltei pra academia, musculação e novamente pra reeducação alimentar, mas ainda estava muito pesada pra correr. Só no final de 2013 que me inscrevi novamente para uma prova de 5 km, que terminei em 32′.
De lá pra cá não parei mais: já perdi as contas de quantas corridas de 5 e 10 km fiz. Minha maior superação foi completar 2 meias maratonas e o projeto para este ano de 2017 é aumentar o número de meias maratonas no meu Curriculum.

É muito bom descobrir que você sozinha pode alcançar seus sonhos e se desafiar cada vez mais em busca de outros sonhos. ;)

“Minha Corrida”, a história do Diego Almeida

A história do Diego Almeida, 34 anos, de São Paulo é mais um belo caso de superação através da corrida. Vencer o sedentarismo e o costume de não praticar exercícios foi seu maior obstáculo.  Com o apoio da família, ele mudou essa realidade. Veja como Diego deu a volta por cima em busca da felicidade. Participe! Mande você também a sua história para: blogdecorrida@gmail.com

Por Diego Almeida

Em Novembro de 2015 eu pesava 94Kg, meu colesterol estava nas alturas e o sedentarismo me consumia cada dia mais, além de não estar satisfeito com o que via no espelho.

Precisava fazer alguma coisa pra me sentir melhor. Resolvi praticar corrida e me apaixonei pelo esporte. Precisava melhorar meu condicionamento, meu tempo, meu corpo, minha vida. Por indicação de amigos, procurei o professor Renato Rodrigues do Centro de treinamento funciona HAKA, que me ouviu e se dispôs a me ajudar. Tudo o que eu planejei nesse um ano eu alcancei, graças aos treinos e ensinamentos adquiridos nesse período. Realizei várias corridas de rua, inclusive a temida corrida de obstáculos Bravus Race, eliminei 14Kg, a saúde está em perfeitas condições e estou sorrindo na minha primeira corrida de São Silvestre.

Agora eu quero mais, sempre mais e continuo em 2017 com os treinos, planejando minha primeira maratona. Se vai ser possível? Tenho certeza que sim. Encontrei meu caminho e estou feliz assim!

Alexandre “Louco da Madrugada” Andrade

Ele parou de secar o copo e secou o corpo.

Conversei com o motoboy Alexandre Andrade, que pesava 148 kg e emagreceu 48 kg desde que largou a vida sedentária e começou a correr. Por falta de tempo, Alexandre acorda as 3h30 da manhã para iniciar os treinos, o que rendeu o apelido de Louco da Madrugada. O apoio da esposa Luciana e das filhas Mariana (16), Gabrielhe (14) e Emily (12) foi fundamental para sua mudança de vida.

Confira nosso bate-bapo nos áudios abaixo.

Blog de Corrida: Como foi essa história de deixar de secar o copo e começar a secar o corpo?

Blog de Corrida: Conta como é a sua rotina de treinos. Você acorda todos os dias as 3:30 para correr? Corre quanto? Come antes de sair?

Blog de Corrida: E teus treinos costumam ser de quantos Km? Não é perigoso correr na madruga? Nunca aconteceu nada?

Blog de Corrida: E aquele sinal de silêncio, com o dedo na boca, que está virando marca registrada, veio da onde?

Alexandre Andrade: Sempre faço o sinal do silêncio, pois eu corro sempre de madrugada e este gesto é característica de não fazer barulho para que não acordem os que dormem…

 

“Minha Corrida”, história do leitor

Comparacao-blog-corrida-dieta-amanda-gomes

A Amanda Gomes é de São Paulo, tem 33 anos, é casada e tem uma filha de 14 anos. Ela trabalha como secretária e passou por graves problemas de saúde até decidir correr. É ela quem conta um pouco da sua história de superação aqui pra gente. Participe! Mande você também a sua para: blogdecorrida@gmail.com 

Por Amanda Gomes
 
A três anos comecei a mudança na minha vida. No final de 2010 eu realizei uma cirurgia, retirei a safena da perna esquerda, e no pós-operatório tive complicações. Tive uma trombose, consequentemente uma embolia pulmonar, fiquei internada na UTI, durante dez dias… E mesmo depois de tudo isso, eu continuei acima do peso, mesmo sabendo de todos os riscos, não dei muita importância.
Corrida Noturna-blog-corrida-dieta-amanda-gomes
A três anos atrás, com quase 100 quilos e 1,66  decidi mudar, troquei de departamento na empresa onde trabalho, e as meninas do setor só falavam em academia. Aquilo de alguma forma foi me abrindo os olhos, mexeu comigo. Estava com gordura no fígado, uma gastrite (quase úlcera ) e teria riscos de ter trombose novamente, uma saúde péssima. Foi quando os médicos e minha sogra me deram um choque de realidade.
Marisa-blog-corrida-dieta-amanda-gomes
Comecei a pesquisar academias, me matriculei e comecei a praticar muay thai, que hoje é a minha grande paixão, comecei a participar de provas de rua de corrida, corro até hoje, amo muito, e treino sempre para melhorar. Um pulmão que quase parou, hoje se dedica a melhorar sempre.
 
A mudança tem que partir de nós mesmos, não adianta ninguém falar/insistir. Tem que dar aquele Tchan!
 
Hoje ainda passo com a nutricionista, e eliminei 21 quilos nesses três anos, e todos os problemas de saúde se acabaram, auto estima lá em cima. Luto diariamente para eliminar os 10 quilos para chegar na minha meta. Treino todos os dias, tiro um dia para descanso. Não importa o quanto tem que demorar, pois de qualquer forma o tempo vai passar mesmo, pelo menos estou melhor que ontem.
Athenas-blog-corrida-dieta-amanda-gomes
O emagrecimento vai além da estética, é SAÚDE, e enquanto não nos dermos conta disso, ficamos no vicio da má alimentação. Não é apenas cuidar da dieta, e sim um estilo de vida que não pode ser deixado de lado por momentos de prazer (comidas, doces). Quando estou nas provas de corrida, olho para o céu e agradeço a Deus a oportunidade de mudar a minha vida, pois os dias que passei internada, não podia levantar da cama nem para ir ao banheiro, pois poderia ter um AVC, ou uma parada cardíaca, todo o corpo ficava dolorido por permanecer deitada, e hoje estou aí nas pistas da vida, mudando a minha história de vida.
 
Gostaria de incentivar e ajudar pessoas que estão na mesma situação que eu me encontrava, mas hoje estou buscando parcerias para continuar em busca dos meus objetivos.