História de vida e superação em “Minha Corrida” – Mara Okiyama

Mara Carla de Oliveira Okiyama tem bons motivos para comemorar cada chegada ao término de uma corrida. Persistente, Mara correu atrás de uma vida saudável e chegou lá. É ela quem nos conta sua história de luta e superação. Participe! Mande você também a sua história para: blogdecorrida@gmail.com

Por Mara Carla de Oliveira Okiyama

Minha história de amor com a corrida começou em 2011 depois de um processo grande de emagrecimento após longos anos de sedentarismo e alimentação incorreta.
Quando meu filho mais velho estava com 3 anos de idade percebi que estava ficando muito cansada pelo simples fato de agachar para brincar com ele. Foi aí que resolvi tomar uma atitude e emagrecer. Comecei o processo e perdi 15 kg, estava feliz, mas com o corpo muito flácido e queria muito fazer uma lipoaspiração. Meu marido não deixou e ainda disse que se eu quisesse perder a barriga de verdade que começasse a correr (ele é militar e me ensinou a correr).
No começo não conseguia correr nem 40 segundos e achava que iria morrer! Mas aos poucos fui evoluindo e no meio do ano já tinha feito minha primeira prova de 5 km! Logo fiz 10 km e a vontade de correr mais só foi crescendo. Consegui emagrecer ao todo 27 kg.
Mas, no começo de 2012 eu engravidei de novo e então voltei a engordar. Foram 20 kg na segunda gestação… Parei de correr e não emagreci nada após a gravidez. Quando o bebê parou de mamar (no meio do ano de 2013) voltei pra academia, musculação e novamente pra reeducação alimentar, mas ainda estava muito pesada pra correr. Só no final de 2013 que me inscrevi novamente para uma prova de 5 km, que terminei em 32′.
De lá pra cá não parei mais: já perdi as contas de quantas corridas de 5 e 10 km fiz. Minha maior superação foi completar 2 meias maratonas e o projeto para este ano de 2017 é aumentar o número de meias maratonas no meu Curriculum.

É muito bom descobrir que você sozinha pode alcançar seus sonhos e se desafiar cada vez mais em busca de outros sonhos. ;)

“Minha Corrida”, a história do Diego Almeida

A história do Diego Almeida, 34 anos, de São Paulo é mais um belo caso de superação através da corrida. Vencer o sedentarismo e o costume de não praticar exercícios foi seu maior obstáculo.  Com o apoio da família, ele mudou essa realidade. Veja como Diego deu a volta por cima em busca da felicidade. Participe! Mande você também a sua história para: blogdecorrida@gmail.com

Por Diego Almeida

Em Novembro de 2015 eu pesava 94Kg, meu colesterol estava nas alturas e o sedentarismo me consumia cada dia mais, além de não estar satisfeito com o que via no espelho.

Precisava fazer alguma coisa pra me sentir melhor. Resolvi praticar corrida e me apaixonei pelo esporte. Precisava melhorar meu condicionamento, meu tempo, meu corpo, minha vida. Por indicação de amigos, procurei o professor Renato Rodrigues do Centro de treinamento funciona HAKA, que me ouviu e se dispôs a me ajudar. Tudo o que eu planejei nesse um ano eu alcancei, graças aos treinos e ensinamentos adquiridos nesse período. Realizei várias corridas de rua, inclusive a temida corrida de obstáculos Bravus Race, eliminei 14Kg, a saúde está em perfeitas condições e estou sorrindo na minha primeira corrida de São Silvestre.

Agora eu quero mais, sempre mais e continuo em 2017 com os treinos, planejando minha primeira maratona. Se vai ser possível? Tenho certeza que sim. Encontrei meu caminho e estou feliz assim!

Alexandre “Louco da Madrugada” Andrade

Ele parou de secar o copo e secou o corpo.

Conversei com o motoboy Alexandre Andrade, que pesava 148 kg e emagreceu 48 kg desde que largou a vida sedentária e começou a correr. Por falta de tempo, Alexandre acorda as 3h30 da manhã para iniciar os treinos, o que rendeu o apelido de Louco da Madrugada. O apoio da esposa Luciana e das filhas Mariana (16), Gabrielhe (14) e Emily (12) foi fundamental para sua mudança de vida.

Confira nosso bate-bapo nos áudios abaixo.

Blog de Corrida: Como foi essa história de deixar de secar o copo e começar a secar o corpo?

Blog de Corrida: Conta como é a sua rotina de treinos. Você acorda todos os dias as 3:30 para correr? Corre quanto? Come antes de sair?

Blog de Corrida: E teus treinos costumam ser de quantos Km? Não é perigoso correr na madruga? Nunca aconteceu nada?

Blog de Corrida: E aquele sinal de silêncio, com o dedo na boca, que está virando marca registrada, veio da onde?

Alexandre Andrade: Sempre faço o sinal do silêncio, pois eu corro sempre de madrugada e este gesto é característica de não fazer barulho para que não acordem os que dormem…