O velho corredor e seu Adidas

Adidas em comercial não-oficial

adidas-break-free-hed-blog-corrida2016

Um estudante  alemão cria um comercial para a Adidas em seu curso de cinema, envia para a empresa avaliar mas não recebe retorno. Acontece que o comercial correu o mundo através do YouTube e já conta com mais de 8 milhões de views. É inspirador! Confira abaixo.

Filme Adidas – Break Free

O criador do comercial é o alemão Eugen Merher. Ele desenvolveu o conteúdo sobre a marca Adidas em seu curso de cinema, em caráter experimental, na Filmakademie Baden-Württemberg.

A história de Break Free acontece em um asilo, onde Merher relata memórias de um senhor que vê seu tênis Adidas e relembra de seus momentos de glória de quando corria. Cuidadores da casa de repouso vão contra o sonho do idoso de voltar a correr, e chagam a confiscar seu tênis Adidas.

Adidas não se manifesta sobre filme

O velho é ajudado e incentivado por seus colegas de asilo e consegue retomar o tênis, colocando em prática seu sonho de liberdade através da corrida. De acordo com o estudante alemão, a Adidas não se manifestou. O filme Break Free foi enviado para o departamento de comunicação da marca.

Outros casos de corredores idosos

A ciência tem demostrado que atividades físicas um pouco mais intensas podem aumentar a expectativa de vida e trazer mais saúde ao dia a dia. Respeitando os limites e condicionamento do corpo, a corrida é bem-vinda em qualquer idade. Nos Estados Unidos, pesquisadores da Universidade do Colorado descobriram que alguns idosos andam da mesma forma que jovens. Eles apresentam o mesmo gasto de energia. A peculiaridade desses idosos com melhor eficiência de energia é que eles são corredores.

Sobre a pesquisa

A pesquisa avaliou trinta pessoas com média de 70 anos. Quinze delas faziam caminhadas de pelo menos meia hora 3 vezes por semana. As outras quinze corriam pelo menos 30 minutos também 3 vezes por semana. Os resultados mostraram que os corredores gastavam menos energia para andar. A mesma quantidade de energia que um jovem sedentário gasta. Também davam passos de comprimento maior e tinham melhor coordenação nos movimentos.

A corrida melhorou a capacidade dos idosos ou eles só corriam porque já tinham mais capacidade em relação ao outro grupo? Esse estudo não permite responder a pergunta, mas é nítida a melhora da qualidade de vida de uma pessoa que pratica corrida. Nunca é tarde para iniciar. A maioria dos participantes desta pesquisa começou a correr somente por volta dos 60 anos.

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *